terça-feira, 4 de abril de 2017

BARROS

CASAMENTO DE  ALBERTINA DORIA COM JOSÉ EMYDIO DE BARROS - 1903
______________________________________________________________________

ESPOSA DE FRANCISCO RIBEIRO DE BARROS - 1903
___________________________________________________________________________
ROMANA DE BARROS
____________________________________________________________________
ADAIR RIBEIRO DE BARROS

______________________________________________________

1956 - RAINHA DO CAFÉ
MARIA DO CARMO BARROS TOMAZI
COM O SENADOR ASSIS CHATEAUBRIAND

__________________________________________________________
DR. SAMPAIO DE BARROS
VEREADOR EM 1904 EM SÃO MANUEL

FRANCISCO DE BARROS
VEREADOR EM 1904 EM SÃO MANUEL

FRANCISCO DE BARROS SUPLENTE DE JUÍZ - 1892
________________________________________________________
CARLOS SCHMIDT DE BARROS  1922

______________________________________________________________
CARLOS SCHMIDT DE BARROS 1928
VEREADOR NESTE PERÍODO EM SÃO MANUEL
___________________________________________________________
BENÍCIO DE BARROS PIMENTEL - 1928
VICE PRESIDENTE DO HOSPITAL DA CASA PIA
____________________________________________________________
AUGUSTO R. DE BARROS - 1932

______________________________________________________
VICENTE SOARES BARROS - 1903
_____________________________________________________________________-
BATIZADO DO FILHO DE
LUÍZ CARLOS BARROS E NILZA DE BARROS

________________________________________________________________________



Nome JOSE EMYGDIO DE BARROS
              SEBASTIANA EMYGDIO DE BARROS
              CARLOS JOÃO SCHIMIDT
              MARIA CHIMIDT FRANCO
              FELIPE EPAMINONDAS DE BARROS
              SEBASTIANA DE BARROS
  MARIA IGNEZ DE BARROS

Cemitério de São Manuel – SP – ENTRADA PRINCIPAL, ESQUERDA, PRIMEIRA FILA








O resgate de memória consiste também na reconstrução de biografias de pessoas que ajudaram a construir uma cidade. As fotos tiradas nos cemitérios de nossa região vão permitir que pessoas que estejam reconstruindo arvores genealógicas sobre suas famílias tenham um suporte de pesquisa importante. Permite também que pessoas fora do município possam vislumbrar a princípio o acervo histórico deste, encontrar familiares sepultados e também que possas a distância fazer sua oração aos entes que se foram.
Em suma, o trabalho aqui efetivado é árduo, porem gratificante, é um raio x de nossa região permitindo que todos do mundo possam conhecer e reescrever a história. A reconstrução da história se faz pela recondução de uma sociedade que precisa ter um lastro do passado para poder prosseguir no futuro. Não existes trilhas e um lugar para seguir a frente sem alguém que as trilhou antes.
“Todos nós vamos morrer.
A questão não é durar para sempre
E sim, fazer algo que dure para sempre”.
Eduardo Ayres Delamonica



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Eduardo é formado em direito pela Faculdade de Direito de São Carlos, formado em administração geral pela Faculdade Marechal Rondon, MBA em gestão estratégica de negócios pela Uninove. Foi professor em gestão empresarial na Unifac/Botucatu, profere palestras de gestão de pensamento, escritor, documentarista, Escreveu também uma coluna sobre empregabilidade no Jornal o Debate de São Manuel nos anos de 2013 e 2014, escreveu para a revista UP Cueta de Botucatu. Criador de um método próprio de ensino profissionalizante em gestão administrativa e empresarial Documentarista e pesquisador histórico. Presta consultoria na área de gestão patrimonial. Escritor é membro correspondente da Academia Botucatuense de Letras.